Distância contínua… Continuidade nada distante…

Em breve a distância vai tornar nosso cotidiano diferente. Mas quem disse que o diferente é ruim!?

Talvez a nossa cultura, nossos paradigmas tragam esse sentimento à superfície… mas ele não deve se tornar dominante em nosso coração. Eu poderia pontuar várias reflexões sobre isso, sobre como a força está nas diferenças e não nas similaridades. A emoção mais forte e mais antiga do ser humano é o medo, e o medo mais antigo e mais forte é o desconhecido, mas quando saímos da nossa zona de conforto, o que era assustador e desconhecido, eventualmente, se torna o nosso cotidiano.

É assim que procuro enxergar essa nova fase da nossa escola… é assim que quero continuar, distante mas perto.

Vou deixar aqui uma mensagem enviada por um dos alunos do dojo, o Jorge. Infelizmente Jorge não ficou muito tempo conosco, a vida teve outros planos para a jornada dele, hoje ele vive em outra cidade. Mas durante o pouco tempo que ficou conosco, pode trocar ótimas experiências dentro e fora do tatame…

Valeu galera… nos vemos em breve!

Venho agradecer do fundo do coração os pequenos e especiais momentos que passei com vocês. Agradecer as conversas e os ensinamentos. Agradecer especialmente ao Sensei Cadu, por ser uma pessoa brilhante, que nos incentiva a continuar e ser melhor sempre.
Meu desejo era fazer isso pessoalmente, por isso aguardei para ver se poderia ir ao Dojo, mas infelizmente, não estou mais em Vila Velha e não tive como viajar para o treino de despedida. Me despeço de vcs, à distância, com a vontade de reencontra-los em um treino da vida. Sei que o Aikido tem um lugar especial no meu coração, não por ser uma arte muito foda, mas por ter sido uma arte que aprendi num lugar muito foda! Estou parado temporariamente, mas o Aikido é uma coisa que eu já decidi colocar na minha rotina assim que eu puder me dedicar mais a ele, e isso graças a vocês todos, e principalmente graças ao nosso Sensei.
Obrigado a todos pelo acolhimento!
Obrigado Cadu, pela grande oportunidade e incentivo, sou muito grato a ti, de verdade, levo isso comigo todos os dias. Desejo que seu futuro seja promissor e que tudo que sua família sonha seja realizado!
Um grande abraço a todos! E uma ótima nova etapa da vida para vocês!

Jorge.

DSC_0054

Treino, suor, surpresa…

Dia 21/4 – feriado… sim! Mas aqui feriado é sinônimo de treino! =)
E ontem foi um dia mais especial, nosso amigo Osmair está no ES a trabalho e, claro, vai aproveitar o tempo livre para estar conosco no tatame, partilhando momentos de aprendizado e treino intenso.

Se isso não fosse o bastante, ontem, recebi uma surpresa muito bacana. Quando havíamos terminado e eu estava dando os avisos finais para a semana, vejo meu filho à beira do tatame, segurando uma belíssima caixa. Ele veio na minha direção, e me entregou esse presente, dado por todos que estavam no dojo (e também por alguns que não estavam).

Meu aniversário foi há algum tempo, mas fiquei sabendo que eles tiveram algumas dificuldades para conseguir me entregar o presente na data… rsrs

Valeu a intenção e a espera. Tudo acontece na hora que deve acontecer.

Ontem, além do presente especial, ganhei um cartão com belas palavras de todos, algo que me comove um bocado e que com certeza, tem mais valor que qualquer presente.

Queria agradecer a cada um de vocês pelo esforço. Sei que não deve ter sido fácil combinar tudo isso, obrigado! Vocês estarão sempre em meu coração. Quando cheguei no ES, não sabia se seria possível continuar estudando e evoluindo no Aikido. Ficar longe dos meus Senseis foi algo assustador no início, mas com o tempo, com cada pessoa que se juntava a nós, esse sentimento ficava menos evidente (ele nunca passou, mas aprendi a lidar com ele, e transformar essa distância em foco para estudo) e vocês foram me ajudando a estudar, a treinar… a evoluir.

Agradeço a cada um de vocês pelo presente de ontem, mas meu agradecimento maior é por terem me aguentado, por terem sido pacientes com a minha inexperiência em alguns aspectos, por terem oferecido seus corpos de bom grado para que eu pudesse estudar, por terem se comprometido dentro de suas possibilidades máximas, por terem caminhado comigo, e por terem me apoiado durante esses 5 quase 6 anos…

Um agradecimento especial à minha esposa, Karine. Foi dela a ideia do presente, e foi por conta do apoio incondicional dela que pudemos estudar todos esses anos juntos. Obrigado pela paciência Karine – “a você eu devo tudo!” =P (ela vai entender a fala e de onde a tirei…)

Nos vemos no tatame galera! Obrigado mais uma vez!

DSC_0001