Noboyoshi Tamura Shihan – Etiqueta e Transmissão.

Coloco aqui textos que me influenciam bastante… e mestres que são referência pra mim e para o mundo todo. Tamura Sensei é um deles. Coloco aqui algumas pequenas instruções dele em relação à etiqueta e transmissão de conhecimento. Isto não é uma exclusividade do aikido… gostaria muito de conseguir transmitir o que conheço e me comportar assim em todos os aspectos da minha vida.

Com o tempo vou postando mais palavras dele! Aproveitem!

A palavra japonesa “shido” pode ser traduzida como “guiar”, “orientar”, “direcionar”, “mostrar” e “ensinar”.

SHI = manusear. O caracter é composto pelos elementos: mão, colher e boca. É a mão que conduz a saborosa comida à boca através dos dedos.

DO = o caracter tem a mesma pronúncia que o “do” do aikido, judo, etc… Mas é escrito com um adicional, como se fosse conduzido por alguém pela mão para guiá-lo. Exprime a idéia de dar uma direção.

Formalmente o judo era chamado de jujutsu ou yawara; o kendo de kenjutsu ou gekkenjutsu; budo de bujutsu. Houve um tempo em que o aikido era somente aikijutsu.

O caracter “jutsu” representa o curso de quem passeia pelos campos para encontrar o seu caminho. Para assimilar uma técnica você precisa praticar, praticar e praticar… como em qualquer outra atividade humana. Assim, este caracter expressa a idéia de um método ou arte intimamente ligados à aprendizagem.

Naquele tempo quando o aikido era somente aikijutsu, praticava-se somente focado em si mesmo, era o suficiente para aprendê-lo.

Hoje nós temos o aikido!

DO indica a direção mostrada pela cabeça. Esta direção é clara e qualquer um é capaz de percorrê-la.  Portanto, é importante para todos que praticamos ou ensinamos o aikido nos comprometer com este caminho com intenção de segurar os outros pelas mãos e guiá-los para estarem aptos a trazerem este ideal para suas vidas.

Para fazer isso, devemos saber claramente onde levar os estudantes, qual método usar e quais pontos focar atenção.

O INSTRUTOR

O principal quando se é um instrutor de aikido é SER UM BOM INSTRUTOR. Devemos trabalhar fisicamente mas devemos também nos esforçar para progredir espiritualmente e moralmente. O instrutor deve abrir corretamente o olho de seu coração e assim se tornar um ótimo exemplo para seus alunos. Pontos a ponderar:

– Paixão: as falhas técnicas e espirituais dos alunos devem ser corrigidas como se eles fossem crianças, como se eles fossem você mesmo, ajude-os a seguir em frente na direção correta e dedique corpo e alma nesta tarefa. Saiba que nada pode ser realizado sem paixão.

– Se identifique com os alunos: é importante conhecer os desejos dos alunos, quais são suas necessidades e o que é necessário trazer para eles. Seus espíritos devem se unificar para melhorarem juntos enquanto tomam conta uns dos outros nos treinos com alegria e intensidade.

– Delicadeza: Ensinar é aprender! Mas para aprender é preciso ensinar com sinceridade. Deve-se ensinar com tanta delicadeza que cada pessoa fique feliz em receber a instrução.

– Boas relações e pesquisas mútuas entre instrutores: Instrutores deveriam se unir para trocar suas experiências e o resultado de suas buscas. Sem prejudicar ou defender qualquer “lado”. É ridículo as pessas ensinarem o caminho da harmonia sendo hostis uns com os outros. Problemas de execução técnica ou força relativa não tem interesse. O que conta não é a força de execução mas a conformidade com o princípio. A técnica que só um homem forte pode executar não tem interesse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s